Animais em Extinção

Viemos tratar de um assunto muito famoso hoje em dia,a extinção animal…

Sabem,a extinção animal se deve aos fatos:Aquecimento Global,Caças,Desmatamentos e outros fatores,nós podemos evitar isso sim,para isso poderiamos começar detendo a bio pirataria,se você ver comércio de animais retirados da natureza sem atourização denuncie.

Medidas simples para evitar a extinção de animais e que você pode faze-las:

Denunciando desmatamentos.

Denunciando tráfico de animais.

Denunciando derrubadas de árvores.

Devolvendo animais perdidos fora da floresta para instituições para ajuda na recuperação.

Não comprar animais vendidos sem autorização.

Essas são medidas simples que quando tomadas ajudam nãosó os animais como a floresta em manter sua Biodiversidade.

Agora irei passar a vocês uma lista de animais em extinção.

Antílope-tibetano
Cachorro-vinagre
Cervo-do-pantanal
Elefante-indiano
Elefante-da-floresta
Elefante-da-savana
Baleia-azul
Chimpanzé
Gato do mato
Gato palheiro 
Gorila-do-ocidente
Gorila-do-oriente
Jaguatirica
Leopardo
Lobo-vermelho
Morcego-cinza
Onça-parda
Onça-pintada
Orangotango
Panda-gigante

 Peixe Boi
Tigre
Urso-polar
Veado

Abutre das montanhas
Arara-azul-de-lear 
Arara-azul-grande 
Arara-azul-pequena 
Ararinha-azul 
Araracanga ou Arara-piranga 
Arara-de-barriga-amarela 
Arara-vermelha 
Bacurau-de-rabo-branco 
Bicudo-verdadeiro 
Cardeal-da-amazônia 
Cegonha preta
Galo da serra
Gaivota de rabo preto
Gavião real
Grifo
Maracanã 
Pato mergulhão
Papagaio Pica-pau de coleira
Pintor Verdadeiro
Rolinha 
Tucano-de-bico-preto

Cágado de Hoge 

Camaleãozinho 
Cobra lisa européia
Cobra de vidro 
Tartaruga de couro
Tartaruga-marinha 
Tartaruga meio-pente
Tartaruga oliva
Tartaruga-de-couro 
Dragão-de-komodo 
Jararaca de alcatrazes
Jacaré-de-papo-amarelo 
Lagartixa da areia
Lagartixa da montanha
Víbora cornuda

Preserve o que é seu para que no futuro isso não se acabe.

Fonte:http://www.todabiologia.com/ecologia/extincao_animais_plantas.htm

Leave a comment »

Animais na Amazônia

A floresta amazônica, devido a sua grande extensão territorial, bem como sua rica vegetação, aparada por inúmeras espécies de árvores e plantas, é mundialmente conhecida como o pulmão do planeta. A sua diversidade na flora é tão grande que pesquisadores de outros países vêm para o Brasil com o intuito de identificar, catalogar e muitas vezes colher amostras e estudar a possibilidade de fazer uma imigração de espécies para o seu país. A diversidade da fauna na floresta amazônica impressiona, na medida em que nela se situam milhares de espécies e formas de vida. Para se ter uma idéia do tamanho desta biodiversidade, vale lembrar que existem inúmeras espécies de Animais da Amazônia como peixes, mamíferos, aves e outros Mini animais como pequeninos insetos, dentre outras espécies como os Animais Sinantrópicos, as quais fogem do conhecimento do homem. A vida desses animais deixam uma grande mensagem de vida para todos nós. Por conter um cenário florestal extremamente diversificado e também por esconder mistérios, a floresta amazônica já serviu de palco para a gravação de diversos filmes e seriados estrangeiros que buscavam um cenário com uma densa variedade de animais e uma imagem conservadora de uma verdadeira e bela Natureza. Os Animais da Amazônia já foram fortemente explorados pelo mundo cinematográfico devido a sua grande variedade, tanto que por preservar espécies ainda desconhecidas pelo homem, alguns filmes usavam desta imagem para criar animais gigantes e aterrorizadores para serem protagonistas na frente das câmeras. Existem seriados já rodados na Amazônia, os quais se inspiram no cenário e nos mistérios lá existentes, que utilizaram a idéia de dinossauros na Amazônia ou algo fora da realidade. Com fama ou sem fama, os animais da amazonia e todo o seu território e riqueza hoje se encontram ameaçados por empresas madeireiras que atuam de forma ilegal e causam uma grave Degradação Meio Ambiente, além de outras indústrias internacionais que infiltram pesquisadores na floresta em busca de ervas medicinais para serem exploradas de forma industrial. O exército brasileiro atua na região da Amazônia para preservar o Meio Ambiente destas ameaças, todavia, todos os esforços ainda são insuficientes perante a atuação de políticos e outras autoridades corruptas que se vendem pelo dinheiro sujo dos empresários proprietários das madeireiras ilegais e de outras indústrias que ali exploram ilegalmente os recursos naturais, e o pior, de forma descontrolada. Ainda há atuação de caçadores que matam os animais da floresta amazônica, então nem sempre a sabedoria vem com a idade, afinal, algumas pessoas ignoram a sabedoria e não entendem que não existe humor nestes atos, se utilizando desta cruel caça predatória, com o intuito único de retirar as peles dos animais para vendê-las como peças finas de vestuário, ou ainda, capturam algumas espécies de animais para vendê-los como Animais de Estimação em outras cidades e até mesmo outros países. A floresta amazônica é tida como um bem da humanidade, portanto, é dever de se aplicar uma forte e efetiva Educação Ambiental no Brasil, como forma de proteção à flora e aos animais da Amazônia.

Fonte:http://www.bicodocorvo.com.br/animais/animais-da-amazonia

Conclusão da Aluna Luísa Andriolli:Pois parece que quanto maior o território ,com mais biodiversidade ,mais o homem se interessa em desmatar ilegalmente e com isso destruindo a biodiversidade mais e mais.

Leave a comment »

Produtos Da Amazônia

Produtos naturais.

                         Óleo  Natural da Amazônia 

  Extraídos de sementes oriundas da floresta amazônica, possuem princípios que limpam, curam e revitalizam o corpo, combatendo o envelhecimento precoce e inflamações. São ótimos cicatrizantes e podem ser utilizados, ainda, como hidratantes, deixando a pele macia e saudável, ou relaxantes musculares.
 
                                 Óleo de Buriti.
 
    Nas regiões pesqueiras da Amazônia, é utilizado pelos pescadores após longas viagens ao Norte em busca de peixes maiores. Esses homens se expõem muito ao sol e o buriti alivia as dores das queimaduras e revitaliza a pele cansada, além de nutri-la, já que possui uma quantidade significante de pró-vitamina A.
Muito utilizado em produtos pós-sol, também é conhecido por sua grande capacidade de renovação celular e funciona como excelente esfoliante natural, removendo as células mortas e proporcionando vitalidade à pele.
Possui propriedades emolientes, que proporcionam maciez e um toque sedoso à pele, e tem efeitos cicatrizantes.
Modo de usar:
Com auxílio de um algodão embebido no óleo, aplicar suavemente na área desejada em movimentos circulares. Pode ser aplicado em todo o corpo.
Indicações:
Peles secas – Peles cansadas – Peles queimadas pelo sol – Proteção solar a sombra ou mormaço
Aspecto Natural:


          Sabonetes Naturais da Amazônia.
 
 
  Elaborados artesanalmente a partir dos óleos naturais, não levam gordura animal e são levemente aromatizados com essências da floresta. Possuem propriedades terapêuticas, hidratam e limpam profundamente os poros da pele, eliminando células mortas, e são muito eficazes no tratamento de acnes e erupções cutâneas.
 
                     Sabonete de Copaíba.
A função medicinal da copaíba é muito conhecida pelos habitantes da Amazônia e, utilizada em forma de sabonete, ajuda no tratamento de acnes, espinhas infectadas, erupções cutâneas avermelhadas e no equilíbrio da oleosidade da pele e do couro cabeludo.
Antiinfeccioso e cicatrizante, é indicado para todos os tipos de peles, conferindo-lhes suavidade.
Modo de usar:
Pode ser usado diariamente, antes dos demais produtos de tratamento. Formar espuma abundante nas mãos e aplicar diretamente na área desejada, massageando suavemente. Deixar agir por 3 a 5 minutos e enxaguar em seguida. No corpo, aplicá-lo diretamente.
Indicações:
Pele oleosa – Acne e espinhas – Manchas na pele – Assepsia de erisipela e psioríase – Caspa e seborréia.
Aspecto Natural.

                Manteigas ( cremes )  Naturais.

 
Produzidas em forma de creme, através de um rigoroso processo de higienização e purificação, hidratam profundamente e recuperam a umidade natural e a elasticidade da pele. Também são utilizadas pra amenizar dores provocadas por queimaduras de sol e devolver o brilho natural aos cabelos.
 
                                   Manteiga de Bacuri.
 
 Hidrata profundamente, pois possui alta capacidade de penetração devido a sua grande quantidade de ácido palmítico (44,2 %), sendo capaz de normalizar a barreira natural de proteção da pele.
Indicada para peles cansadas, sem brilho e com manchas, pode ser utilizada em todos os tipos de peles e é muito eficaz também no tratamento contra acnes e espinhas.
Modo de usar: 
Aquecer em banho maria, aplicar sobre a pele após o banho a noite, lavar a parte onde foi aplicada a manteiga no dia seguinte com sabonete de bacuri com argila.
Indicações:
Acnes – Espinhas – Peles secas – Peles cansadas – Auxilia no combate a pisoriase – Auxilia no combate a erisipela.
Aspecto Natural.

 Fonte: http://www.naturaisdaamazonia.com.br/cremes.htm
  Conclusão da aluna:Julia Andrioli:  A Amazônia é uma área de grande extensão tanto de Biodiversidade ( várias vidas, animais, plantas), quanto de produtos naturais como a Natura, e o Boticário, nela são extraídos vários produtos como óleos, sabonetes , manteigas ( cremes) e entre outros de diferenciadas marcas. A Natura e o Boticário são marcas que tiram da natureza, mas praticam a reposição ( Desenvolvimento Sustentável ). Alguns tipos de óleos são extraídos de sementes oriundas da floresta amazônica, onde possuem princípios que limpam, curam e revitalizam o corpo combatendo o envelhecimento precoce e inflamações. Contêm substâncias ótimas em cicatrizar feridas e podem ser utilizados, ainda, como hidratantes, deixando a pele da pessoa macia e saudável, ou relaxantes musculares. Os sabonetes são elaborados artesanalmente a partir dos óleos naturais, não levam gordura animal e são levemente aromatizados com essências da floresta. Possuem propriedades terapêuticas, hidratam e limpam profundamente os poros da pele, eliminando células mortas, e são muito eficazes no tratamento de acnes e erupções cutâneas. E as manteigas, são produzidas em forma de cremes, através de um rigoroso processo de higienização e purificação, hidratam profundamente e recuperam a umidade natural e a elasticidade da pele. Também são utilizados para amenizar dores provocadas por queimaduras de Sol e devolver o brilho natural aos cabelos.

Essas substâncias retiradas da Biodiversidade da Amazônia são fundamentais para o nosso consumo desde que faça a reposição onde foi extraído o produto para manter um bom desenvolvimento sustentável, além de produtos naturais. Se o desenvolvimento ser praticado sempre nessa região poderão até achar mais tarde medicamentos para a cura de certas doenças como a AIDS ( HIV), e o Câncer isso se pararem com os gases e queimadas na Amazônia caso alcontrário esses medicamentos não serão achados.

Leave a comment »

Projeto de lei limita a venda de terras na Amazônia para estrangeiros

     A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, aprovou, no dia 13 de outubro, o projeto de lei que limita a venda de terras rurais na Amazônia Legal à estrangeiros. Pelo texto, fica proibida a venda de terras com mais de 15 módulos fiscais, o que representa  cerca de 11,4 mil quilômetros quadrados.

       Como o projeto tem caráter terminativo na CCJ, segue agora para votação no Senado, sem a necessidade de ser discutido no plenário da Câmara.

       Aqueles que forem adquirir terras com menos de 15 módulos na Amazônia Legal devem ter residência fixa no Brasil, além de serem domiciliados no país há pelo menos dez anos. O projeto estabelece que os estrangeiros que já possuem terras na Amazônia poderão mantê-las se ficar comprovado que são produtivas.

       Para as pessoas jurídicas que têm registro de propriedade, a lei permite acrescentar mais 15 módulos fiscais se forem em áreas produtivas.

       Além disso, o relatório proíbe a venda de terras na Amazônia localizadas em áreas de fronteiras, a não ser que seja autorizada pelo Conselho de Defesa Nacional.

     Fonte:   Ambientebrasil  

                     Opinião da aluna: Ilana Maristany

      Em minha opinião, esse Projeto que limita a venda de terras para os estrangeiros, é muito importante. Com esse Projeto as terras da Amazônia só serão vendidas com a fiscalização. A floresta também será menos desmatada, e diminuirá a venda de madeira ilegal. A madeira só será vendida, se ela for ter algum valor produtivo. Esse Projeto irá beneficiar muito a floresta.

Leave a comment »

Desmatamento na Amazônia

O desrespeito e a depredação da natureza provocam consequências desastrosas.

Na Europa, EUA e em várias partes do mundo, florestas foram devastadas em nome do próprio progresso, para dar lugar a plantações, pastos, cidades, indústrias, usinas, estradas, etc.

O Brasil é campeão absoluto em BIODIVERSIDADE terrestre do mundo.Quatro dos biomas mais ricos do planeta estão no Brasil: Mata Atlântica, Cerrado, Amazônia e Pantanal.No mundo inteiro, cerca de 13 milhões de hectares de florestas são perdidos todos os anos, principalmente na América do Sul e África. O Brasil foi o país onde mais se devastaram florestas entre 2000 e 2005.O Brasil é campeão absoluto em BIODIVERSIDADE terrestre

A Amazônia :
– É a maior floresta tropical do planeta. 
– Estende-se por uma área de 6,4 milhões de quilômetros quadrados na América do Sul.
– 63% no Brasil e o restante estão distribuídos no Peru, Colômbia, Bolívia, Venezuela, Guiana, Suriname, Equador e Guiana Francesa.
– Abrange os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e grande parte do Maranhão. – A Amazônia Legal correspondente a cerca de 61% do território brasileiro (5.217.423 km2).
– Guarda cerca de um quinto das reservas de água doce do mundo.O Rio Amazonas é o maior do mundo em volume de água.
– Megabiodiversidade : é rica em espécies vegetais e animais. 
– A floresta absorve carbono diminuindo as consequências das mudanças climáticas globais.
– Enorme potencial de plantas a serem descobertas para uso farmacêutico, cosmético, químico, alimentar, etc.

Ameaças : grilagem (posse ilegal de terras mediante documentos falsos), desmatamentos, queimadas, madeireiras predatórias, expansão da fronteira pecuária e agrícola (soja principalmente no Mato Grosso), fiscalização insuficiente, impunidade, caça e pesca sem controle, contrabando de animais.

A Amazônia apresenta uma grande variedade de ecossistemas, dentre os quais se destacam: matas de terra firme, florestas inundadas, várzeas, igapós, campos abertos e cerrados.

Em 2004, o setor madeireiro extraiu o equivalente a 6,2 milhões de árvores.

Segundo o Ministério do Meio Ambiente (2007), 75% da área desmatada na Amazônia é ocupada pela pecuária.O Inpe divulgou em agosto de 2008, os números do desmatamento na Amazônia Legal, entre agosto de 2006 e agosto de 2007. A área desmatada foi de 11.532 quilômetros quadrados, 18% por cento a menos do que o registrado nesse mesmo período, entre 2005 e 2006.

A floresta já perdeu quase 20% do seu tamanho original – 700 mil quilômetros quadrados foram derrubados.

Opinião do aluno: Mohammad Taan Soueid 

Conclusão:Para mim o desmatamento está ficando cada dia mais comum.A Amazônia é considerada o pulmão do mundo,e não é apenas responsabilidade do Brasil de protegê-la ,mas sim de todos.Infelizmente uma das coisas que influencia no desmatamento da Amazônia é a ambição das pessoas por dinheiro e também a falta de fiscalização(poucos fiscais).A contratação de mais fiscais geraria novos empregos e diminuiria o desmatamento.

 

Fonte : http://www.natureba.com.br/desmatamento.htm

Leave a comment »

Grilagem muda geografia da devastação na Amazônia

As fronteiras da devastação na Amazônia estão se ampliando para além do arco do desmatamento. Segundo um levantamento inédito do Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia) obtido pela Folha, pelo menos 15% da perda de cobertura florestal de 2001 a 2003 ocorreu numa faixa de 3.000 km que vai da Terra do Meio, no Pará, a Lábrea, sudoeste do Amazonas.

Nessas áreas, o desmatamento está fortemente associado à grilagem de terras públicas e à expansão de estradas clandestinas – este resultado da ação de madeireiros e garimpeiros ilegais. Os pesquisadores do Imazon estimam, com base em imagens de satélite e dados obtidos em campo, que haja mais de 90 mil km de estradas informais na região.

 

“Ficamos surpresos. Achávamos que seriam 40 mil km”, disse à Folha o engenheiro florestal Adalberto Veríssimo, do Imazon. Ele é um dor autores do estudo, coordenado por Carlos Souza Júnior e Amintas Brandão.

Quatro frentes de expansão, nas quais não havia perda significativa de floresta em 2001, passaram em 2003 a responder por 10 mil km2 de desflorestamento, contra um total de 65 mil km2 para toda a Amazônia nesse período.

As frentes correspondem, no Pará, à Terra do Meio (região entre os rios Iriri e Xingu), principalmente os municípios de São Félix do Xingu, Altamira e Tucumã; e à área da rodovia BR-163 (municípios de Novo Progresso, Itaituba e Trairão). No Amazonas, englobam a porção sul (Lábrea, Humaitá e Boca do Acre) e sudeste (Apuí, Manicoré e Novo Aripuanã). Três municípios – São Félix, Altamira e Novo Progresso – foram os campeões de desmatamento em área absoluta em toda a Amazônia no período 2001-2003.

 

 

Sem contato

Segundo Veríssimo, a presença de estradas clandestinas explica por que razão regiões de floresta que não são conectadas por rodovias oficiais têm um índice tão alto de desmatamento.

As estradas facilitam o acesso tanto do setor produtivo quanto dos grileiros à floresta e são o principal vetor de ocupação. “Quando você joga o mapa das estradas endógenas, você explica por que há desmatamento em áreas onde não se esperava que houvesse”, diz Veríssimo.

Para produzir tal mapa, ele e seus colegas usaram imagens do Landsat, o mesmo conjunto de satélites que fornece as imagens processadas pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) para dar os dados anuais do desmatamento, mas numa escala mais detalhada. Isso permitiu enxergar áreas desmatadas menores que 6 hectares, algo que o processamento feito pelo Inpe não consegue distinguir. “Estamos dando um zoom nessas estradas, que são indicadores fortes de pressão humana”, diz Veríssimo.

O estudo do Imazon aponta ainda que é a grilagem de terras quem dá as cartas na nova geografia da destruição.

Em São Félix do Xingu a pecuária ainda é importante, e ao longo da BR-163 ela começa a ganhar força. Mas há regiões como a do rio Iriri (PA) e Apuí (AM) onde a atividade produtiva não justifica o desmatamento. “A pecuária que se produz ali é de qualidade muito baixa”, diz Veríssimo. “O sujeito ganha mais na poupança.”

Segundo Veríssimo, a avidez para tomar posse de terras públicas é encarada como “investimento”. A princípio, a grilagem não tem objetivo de produzir nada. O desmatamento de áreas extensas ajuda os grileiros a consolidar sua presença. “É mais especulativo do que produtivo”, diz.


Fonte: Folha de S. Paulo, Claudio Angelo, 19/05/2005.

Opinião do aluno –  Gustavo Jundi Sato:

Eu acho que há pouca fiscalização, porque existem locais sendo devastados sem eles saberem, através de estradas ilegais. Isso quer dizer que está mudando e muito à paisagem da Amazônia. Mas com a ajuda do INPE (Instituto Nacional de Pesquisa Espacial) eles estão tentando mudar esse cenário.

 

 

 

 

 

Leave a comment »

A Bio Pirataria no Brasil

A biopirataria é a prática ilegal de exploração, manipulação, exportação e comercialização de recursos biológicos de um país a outro, com finalidade já determinada, sendo esses direcionados à confecção de medicamentos ou cosméticos. Tal prática, além de causar prejuízos ao ecossistema de origem, pode bloquear o monitoramento de suas espécies bem como o reconhecimento desses pelas matérias-primas por ele fornecidas. 

A biopirataria marca um processo descontrolado de retiradas da natureza que a impede de suprir ou renovar o que dela foi tirado. Estima-se que milhões de animais e plantas são contrabandeados de países como o Brasil, Indonésia, China e Índia. A forma como as riquezas biológicas são expostas geram cada vez mais prejuízos à biodiversidade, pois muitos se passam por turistas ou cientistas bem intencionados e conseguem acesso aos índios, mateiros e matutos, esses que conhecem bem a finalidade de cada planta e de cada animal e suas peçonhas, passam todo seu conhecimento, perdendo assim o controle sobre esses recursos. 

No Brasil, a biopirataria se concentra, principalmente, na Amazônia e ainda na Caatinga, Pantanal e Mata Atlântica. Essas áreas, além de outras ricas em fauna e flora, dão ao país o título de maior biodiversidade mundial, o que chama a atenção dos biopiratas e de indústrias estrangeiras camufladas por traz desse tráfico. Em 1992, no Rio de Janeiro, foi anunciada e assinada a Convenção da Diversidade Biológica que busca regulamentar os recursos biológicos bem como a comercialização desses. Dessa forma, como mostrado em exemplo na Eco-92, existem inúmeros movimentos que se esforçam para manter a boa funcionalidade do ecossistema.

Conclusão da Aluna Laura Franca Guimarães dos Santos :

A Biopirataria é crime que é inafiançável, pois destrói a natureza, sua biodiversidade. O que eu entendi sobre esse tópico da grande Amazônia foi que isso leva ha muitas mortes, quanto de animais silvestres quanto dos vegetais, com isso, a cadeia alimentar vai ser destruída, pois não haverá predador e nem presa.

Eles, os criminosos, vendem os animais mais pro exterior, onde é mais vendido. Para solucionar esse problema, poderiam prender os criminosos, não comprar esses animais sem a autorização do IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente).

 Fonte

 http://www.alunosonline.com.br/biologia/biopirataria

Leave a comment »